2013-07-13

Dar brilho aos cachimbos

Apesar de existirem algumas ceras para cachimbo próprias para aplicar manualmente o melhor efeito é conseguido com uma roda de polir.

Não é necessário comprar equipamento profissional, pode-se obter um efeito decente com um normal berbequim e um suporte que permita fixar o berbequim a uma mesa (encontra-se isto no AKI ou no Leroy). Quase todos os berbequins têm um botão que permite fazer o lock do gatilho, de modo a não ser necessário usar uma mão para manter o berbequim a funcionar, o ideal é também ter controle de velocidade, basta um controle de velocidade mecânico (tipicamente uma roda montada no gatilho, não há necessidade de gastar dinheiro num berbequim com controle eletrónico de velocidade.

O procedimento abaixo só é recomendável para cachimbos lisos, os cachimbos rusticated ou sand blasted são "outros 500"...

Posto isto, só temos que comprar umas rodas de polir, relativamente suaves, nada de sizal (corda), serve feltro e algodão com o veio que possa ser montado no berbequim.

Há rodas de algodão que têm uns dois ou três pespontos, é possivel graduar a firmeza da roda removendo um ou mais pespontos cortando a linha com uma tesoura, dá algum trabalho.

Há alguns kits que trazem 2 rodas e duas barras de composto de polir, um castanho (mais grosso) e um branco (mais fino).
Se o ponto de partida for um cachimbo sem acabamento, antes de polir é necessário lixar, isto deve ser feito repetidamente usado lixa cada vez mais fina, por exemplo, 400 -> 600 -> 800 -> 1000, há quem use palha de aço mas confesso que nunca experimentei.
Esta operação tem que ser feita com mão leve, porque é fácil deixar riscos na madeira se se aplicar demasiada pressão, se for bem feito quando lixar com a lixa de 1000 já vai ficar com um aspeto bastante bom.
Depois de lixar, passa-se ao polimento, o berbequim não deve estar regulado para a velocidade máxima, a meio gás chega. Coloca-se a roda mais grossa (por exemplo feltro) e aplica-se o composto castanho na roda, basta encostar por uns segundos a barra ao disco, não é necessário fazer muita pressão.

Depois é polir todo o cachimbo  nessa roda, esta atividade pode ser perigosa, se se usar roupa larga, ou pulseiras ou até cabelo comprido podemos facilmente ter um acidente grave à conta disto.

O composto castanho não dá muito brilho, serve mais como preparação para o polimento seguinte. Atenção, se se usar a roda de feltro com o composto castanho tem que se controlar muito bem a pressão, um pouco de pressão a mais, principalmente na parte da boquilha e vamos descobrir como esta é facilmente danificada pelo calor.
Muda-se a roda para uma mais macia e "suja-se" a roda com o composto branco. Repete-se o polimento de todo o cachimbo, nesta altura já vamos notar um brilho muito decente.

Este brilho, no entanto, é algo efémero, desaparece ao fim de 2 ou 3 fumadas a não ser que o cachimbo seja encerado.
Isto em Portugal é um problema, porque a cera melhor para encerar o cachimbo é a cera de Carnauba, e ainda não encontrei sitio em Portugal que a venda em qualquer dos possíveis formato. Como me trouxeram uns 2 Kg do Brasil, estou arrumado para os próximos 20 anos, mesmo que encerasse os cachimbos todos os dias a quantidade gasta é tão pequena que dura, dura, dura... :-) Encontra-se com facilidade na ebay, normalmente em flocos que podem ser fundidos numa barra aquecendo em banho maria e usando umas formas de silicone para bolos, ou cubos de gelo...
No caso de se ter carnauba em barra o procedimento é o mesmo que para polir, tem que se usar uma roda diferente, pode ser do mesmo material da que se usou para o composto branco, mas é importante NÃO usar a mesma roda para mais que uma coisa, cada produto tem que ter a sua roda própria. Também aqui não se deve aplicar muita pressão, a camada de cera não tem que ser muito grossa, e se se abusar é provável que a superfície fique irregular e com pouco brilho, isto pode ser corrigido se se tiver uma quarta roda, que se aplica sem nenhum produto, apenas para "puxar" brilho, também aqui não aplicar com força demais, senão arranca-se a cera toda.
Não tendo carnauba pode-se procurar uma cera para moveis que seja de cor neutra e que não tenha muito aroma, possivelmente em creme é melhor que liquida. Experimentei algumas antes da carnauba e os resultados não foram maus, o problema principal é que a carnauba tem o ponto de fusão mais alto de todas as ceras (acima de 80ºC) e nunca fica peganhenta, com outras ceras, nunca se sabe, tem que se experimentar.

Encontram-se no You Tube videos sobre esta atividade que são melhores que qualquer descrição que eu possa fazer, procurem por "polishing a pipe" e continuem a partir daí.

Um comentário: